Novos Caminhos, Velhos Trilhos

outubro 29, 2018

VONTADE PERMISSIVA DE DEUS.

Filed under: Sem categoria — sdusilek @ 5:15 pm

VONTADE PERMISSIVA DE DEUS.
Eu particularmente acho feia essa tentativa de sacralizar o que não é sagrado. A presença de Deus em algo se faz notar por si só, sem a necessidade uma ação estética, como por exemplo fazer uma oração. Para mim, quando alguém ora visando afirmar para os outros que Deus está naquela ação, é porque justamente quem passou ao largo daquele momento e daquele lugar foi o Senhor…
E aí aproveitamos para entrar no campo da vontade permissiva de Deus. Há muita gente que compreende (e é um direito daqueles que pensam assim) que a vontade permissiva de Deus é uma ação divina. Que, por exemplo, tendo um governo ruim, Deus assim o quis ainda que com uma vontade permissiva…
Então deixa eu lhe dizer uma coisa: em boa teologia a vontade permissiva de Deus não é sua ação; é sua INAÇÃO. É quando o Deus TODO Poderoso choca seus servos pela sua não intervenção. Nesse sentido a permissão de Deus é a expressão de sua falta de vontade… um Deus que se cansou ou que não deseja mais se cansar. Um Deus que se ausentou da vida dos seus servos porque não possui mais nenhuma vontade, inclinação para com eles. Um Deus apático, sorumbático. Um Deus que entrega a responsabilidade a nós, humanos, e que se esquiva de nos socorrer, até que ele se lembre… mas como a eternidade possui uma dimensão elllaaaaaástica de tempo, até sua lembrança pode significar longos anos.
Cuidado vc quando usa essa expressão “Vontade Permissiva de Deus”. Em outras palavras você está dizendo que Deus desistiu daquilo que vc qualificou sob a vontade dele. O caminho é totalmente oposto de uma tentativa de sacralização. A vontade permissiva só acontece porque Deus deixou de exercer a Sua vontade.
Quanto a mim, prefiro a ação de Deus. Como diz meu amigo Aécio, que Deus ponha ou pese sua mão sobre mim, mas que jamais ela se afaste da minha vida.

Pr. Sérgio Dusilek

Anúncios

HOJE CELEBRO A ESPERANÇA.

Filed under: Sem categoria — sdusilek @ 12:01 pm
Hoje celebro a esperança.
Sim, optei por celebrar a esperança.
Não aquela que brota de um otimismo sem razão,
Nem aquela que agarra como a um fio diante do iminente desespero.
Celebro a esperança por saber que mais de 90 milhões não votamos em Bolsonaro;
Celebro a esperança por ter visto uma campanha tão efêmera (cerca de 2 meses) ter voado tão alto.
Celebro a esperança por ter visto tanta gente abdicando de possiveis interesses pessoais e votando naquilo que poderia ser melhor para o outro, por causa do outro. Santa e altruísta esperança!
Celebro a esperança de uma mudança: assim como Ciro mostrou bondade com Daniel, que Bolsonaro mude e mostre bondade para com os demais;
Celebro a esperança de um Deus que “desce” e visita seu povo, assim como fez no passado no Egito;
Celebro a esperança firmada na fé que se a fornalha e/ou a cova dos leões me esperam, ainda mais a certeza da presença de Jesus que fecha a boca do leão, e faz os seus passearem sobre o fogo;
Sim, celebro a esperança de que o inferno social, político, ditatorial, espiritual não é o meu lugar.
Celebro a esperança de que todo inferno se transforma em céu com a presença ressignificadora de Jesus.
Celebro a esperança de uma parcela significativa da Igreja de Jesus que segue reconstruindo seu altar segundo a palavra de Deus e não segundo a conveniência política;
Celebro a esperança do renascer de evangelho límpido como é o termo marapendi (água limpa em tupi): justamente aonde mais se sujou, na Barra da Tijuca, vejo sinais de restauração. É como uma pequena nuvem… mas que traz abundante chuva;
Celebro a esperança calcada num país cuja malemolência, cujo jeitinho, antes de ser uma praga ética é um vigoroso sinal de sobrevivência. A esperança de uma adaptação que jamais se traduz por cooptação, mas que numa camada mais profunda aponta para uma sutil, porém resiliente resistência;
Celebro a esperança de que as muitas e “odiosas” águas não podem afogar o amor;
Celebro a esperança de que o amor não pode ser sepultado;
Celebro a esperança de que o amor crucificado pode e será ressuscitado como amor espraiado, espalhado e DERRAMADO no coração de muitos. Sim, quem com ódio crucificou o amor (JESUS), não sabia que ele renasceria na sua versão mais potente (Espírito Santo);
Celebro a certeza da esperança de que toda verdade (Jesus – João 14:6) só é palatável pelo amor (João 15 e I Joao 4:8);
Celebro a esperança de que o amor sempre vencerá o ódio.
Eu escolhi esperançar.
Sérgio Dusilek.

outubro 17, 2018

Jesus e a democracia

Filed under: Sem categoria — sdusilek @ 10:59 am
Os Evangelhos mostram Jesus Cristo longe da casa do violento Herodes. Sua fama não foi feita do palácio para fora; mas do reconhecimento do povo, Jesus recebe um convite para visitar o palácio de Herodes. Nessa hora, e me parece que foi a única, o Mestre se refere a Herodes pela figura de um animal: Raposa.
Posteriormente Jesus esteve no Palácio, mas dessa vez no contexto de sua paixão. Ele foi como preso.
O que isso nos ensina?
1) que Jesus jamais compactuou com governantes sanguinários. Literalmente Ele está a kilômetros de distância das casas de poderosos amaziados com toda sorte de violência;
2) que a opção de Jesus sempre foi pelas pessoas e não pelo poder. Quem opta pelo poder são pessoas que querem empoderamento; mas quem tem todo poder, não precisando nem lhe cabendo mais nenhum, opta pelas pessoas;
3) que não importam os sistemas. Quem trabalha para manutenção de sistemas não considera o povo. Nenhuma medida deveria ser tomada se o benefício final não fosse o povo. Jesus sempre olhou e dirigiu seu tríplice ministério para as pessoas;
4) Jesus não tem comunhão com pessoas e poderosos violentos, que afrontam a dignidade do ser humano e que fazem apologia a tortura. Mas Jesus teve comunhão com corruptos, como é o sugestivo caso de Levi/Mateus e do confesso Zaqueu.
Antes que voce me condene: vá aos Evangelhos. E lá estando, me mostre alguma vez que Jesus esteve de prosa com Herodes ou com qualquer outro que apregoava a violência…

outubro 16, 2018

CONTRACEPTIVO PARA EVITAR GRAVIDEZ INDESEJADA

Filed under: Sem categoria — sdusilek @ 4:59 pm

TABELINHA AMIGA: PARA VOCE NÃO SEMEAR SEU VOTO NA URNA/BARRIGA ERRADA

 

HADDAD BOLSONARO
PARTIDO CORRUPTO PERTENCEU A PARTIDO CORRUPTO E O DELE (PSL) VAI SE CORROMPER: É O MECANISMO
POSSUI UMA LINDA FAMÍLIA COLECIONA ESPOSAS E FILHOS
É PROFESSOR UNIVERSITÁRIO É MILITAR DA RESERVA
TEM EXPERIÊNCIA GERENCIAL NUNCA GERENCIOU NADA
TEM UM DISCURSO CONCILIATÓRIO POSSUI DISCURSO DE ÓDIO
É CONTRA FUZILAMENTO E PENA DE MORTE DEFENDE ESQUADRÃO DE EXTERMÍNIO
NÃO SE PRONUNCIOU SOBRE PRIVILÉGIOS NÃO ABRE MÃO DOS SEUS PRIVILÉGIOS
TEM UMA VICE COOPERANTE TEM UM VICE (MOURÃO) DISSONANTE
É CONTRA ARMAR A POPULAÇÃO É A FAVOR DO PORTE E POSSE DE ARMAS
DEFENDE OS DIREITOS DO TRABALHADOR QUER RETIRAR OS DIREITOS DO TRABALHADOR
DEFENDE O 13º SALARIO SEU VICE QUER ABOLIR O 13º SALARIO
SEU PROGRAMA FALA DE UMA CONSTITUINTE POPULAR SEU VICE FALA DE UMA CONSTITUINTE DE GABINETE
DEFENDE O SUS E A EDUCAÇÃO PÚBLICA SEU VIRTUAL MINISTRO DA FAZENDA, PAULO GUEDES, AMEAÇA ACABAR COM O SUS E PRIVATIZAR O ENSINO
NÃO SERVE AOS INTERESSES AMERICANOS É SERVIÇAL DOS INTERESSES AMERICANOS
TEM UMA POSTURA DE TOLERÂNCIA COM AS DIFERENÇAS TEM UMA POSTURA BELIGERANTE COM OS DIFERENTES
É HUMANO É UM OGRO
SUA CAMPANHA SOLTA FAKE NEWS SUA CAMPANHA SOLTA FAKE NEWS
TEM APOIADORES EXTREMISTAS TEM APOIADORES EXTREMISTAS
NÃO SE TEM NOTÍCIA DE QUE USOU VERBA PÚBLICA EM BENEFÍCIO PRÓPRIO CONFESSOU TER USADO VERBA PARLAMENTAR PARA “COMER GENTE”
TEM UM PADRINHO PRESO QUE ASSUSTA TEM UM BANDO DE PADRINHOS SOLTOS QUE ATERRORIZAM E BARBARIZAM
REPRESENTA O POVO FANTOCHE DA ELITE E PARA A ELITE
APOIA OS DIREITOS HUMANOS FLERTA COM O FASCISMO E É AMAZIADO DA DITADURA
SEU PARTIDO APOIOU O REGIME CHAVIZTA CONFESSOU SUA ADMIRAÇÃO POR CHAVEZ
ABOMINA A TORTURA ELOGIA E ADMIRA TORTURADORES
SEU PARTIDO CONDUZIU O PAÍS PARA A PIOR SITUAÇÃO DA HISTÓRIA TEM TUDO PARA AGRAVAR AINDA MAIS A SITUAÇÃO DO PAÍS.
CHEGOU ATÉ A CANDIDATURA COMO PESSOA DE BEM CHEGOU A CANDIDATURA DESTILANDO ÓDIO E DECLAMANDO SOLUÇÕES SIMPLISTAS

 

outubro 8, 2018

CRISTIANISMO E VIOLÊNCIA

Filed under: Sem categoria — sdusilek @ 11:05 am

Cristianismo e violência.
Por duas vezes pelo menos alguns dos discípulos mais próximos de Jesus quiseram resolver as coisas na base da violência. O primeiro caso, Tiago e João, após a recusa dos samaritanos em receberem Jesus, se propõe a tentar manipular Deus pela oração, e no auge de todo seu preconceito, destilam ódio desejando transformar em churrasquinho os samaritanos.
Na outra clássica ocasião, Pedro praticamente obriga a Jesus a fazer mais uma cura, reimplantando a orelha de Malco a qual foi decepada pelo discípulo de Jesus por ocasião de sua prisão no Getsêmane. Sim, Pedro era discípulo próximo de Jesus, mas portava arma… três anos com o Principe da Paz e nada aprendera…
Algumas lições para nós:
1) A proximidade física com Jesus e até mesmo a convivência com ele pouca serventia tem, se a mensagem do Evangelho não estiver no nosso coração. E esta mensagem é sobretudo Paz: paz com Deus, como bem disse Paulo (Rm.8:1); paz consigo; paz com o próximo. PAZ e não violência;
2) Que mesmo aqueles que se consideram próximos a Jesus podem estar imbuídos de um espirito violento, contrário ao Mestre. Os três mais próximos eram Pedro, Tiago e João. Pois são eles que aconchegam a violência. Para estes, Jesus lembra: “vós não sabeis de que espiríto sou” e ainda “voce acha que se não quisesse, agora mesmo daria ordens aos anjos e miríades deles apareceriam para me defender? Mas foi para essa hora que vim.”
3) que armas nas mãos dos discípulos de Jesus sempre dá coisa ruim. É quando o Evangelho é usado para legitimar uma ação violenta ou para desculpabilizar o violento. Definitivamente o Evangelho não arma ninguém, nem os espíritos. É o Estado que arma suas tropas.
4) que nosso tempo de caminhada precisa sofrer revisão. A violência é sedutora; a paz é difícil. Mais fácil eliminar o oponente do que conviver e contra-argumentar com ele. Mais fácil é desconsiderar o que pensa diferente, não aceitar sua opinião e posicionamento; mais fácil é mitificar suas próprias preferências. Mas aí vem o Evangelho e como numa ressonância magnética, expõe as nossas vísceras e intenções mais escondidas. É a hora que Jesus fala conosco e nos convida, pacificamente, ao arrependimento.
5) por fim, numa lista que não procura esgotar a polissemia bíblica, aprendo com Jesus o respeito ao diferente e a condenação a toda opressão. Jesus, sendo Deus, não forçou ninguém a nada. Não torturou ninguém, nem tampouco ameaçou. Antes, respeitou, sempre perguntando o que as pessoas queriam que ele fizesse… Pois taí: Senhor, livra-nos do espírito violento e do homem mau. Livra-nos de abraçarmos a anti-cristã fórmula de combater a violência com mais violência, de messianizar políticos. Livra-nos desse desejo de semear guerra para colher sangue. Livra-nos de tudo que fere a dignidade humana, dignidade esta que seu plano salvífico veio resgatar. Livra-nos da corrupção: da nossa, da dele, dos outros. E dai-nos a sua doce Paz. Em teu nome Jesus, amém.
Pr.Sergio Dusilek

MONSTROS S/A

Filed under: Sem categoria — sdusilek @ 10:13 am

Monstros S/A
Um filme/desenho maravilhoso. Contudo não se engane: os monstros existem e eles não são fofi´s, nem tampouco presos à nossa pueril e infantil imaginação.
Em toda sociedade há monstros sociais. São aqueles que a psiquiatria chama de sociopatas. Eles estão por aí, perto de nós. Só que como no desenho/filme, a grande maioria deles só se mostra à noite, ou em momentos de menor visibilidade. É quando saem do armário para aterrorizarem alguém.
Ou melhor: se mostravam a noite. Aqui a ficção toca a realidade política do Brasil, onde reside minha preocupação.
O candidato inominável professa violentas monstruosidades à luz do dia. Homenageia torturadores, “metralha” adversários, destrata e xinga os outros. Contudo, ao invés de receber condenação ele recebe cada vez mais acolhida e aprovação. De repente ser monstro virou “kool”.
O resultado disso?
Há outros inúmeros monstros saindo do armário Brasil a fora. Gente que acha que pode agir com violência, que tem o direito de “”””exorcizar o demônio”””” LGBT na pancada, que instala um clima policialesco nas universidades, que pede respeito aos professores das escolas, mas que ao mesmo tempo destrata os professores das universidades; gente que destila ódio entre os dentes; gente sem coração, sem consideração. Os casos de violência pululam aqui e alhures. São os nossos monstros sociais que agora se vêm legitimados pelo candidato e que, em assim sendo, passaram a incitar a violência a tempo e fora de tempo. Sim, os monstros abandonaram os armários; trancafiaram as portas, visto que não há mais restrições a eles do lado de fora.
É com essa violência “”””higienizante”””” que o Brasil flerta hoje. É com esse espírito violento, que nada tem a ver com o coração do Evangelho, que a grande massa dos chamados evangélicos se aninha, de conchinha.
É contra isso que me levanto. Como dizia um livro do início da década de 80: “Brasil: torturas, nunca mais!!!”
É péssimo, para mim, ter que optar entre o PT e o inominável. No entanto, não há dúvida alguma: entre as corrupções que ambos carregam, entre as fichas sujas (algumas investigadas e outras ainda não), entre a Venezuelização (se Lula teve oportunidade e não fez, por que tentaria agora???) e a alemanização hitlerista (perdão, mas ela é muito mais factível do que a venezuelização), fico com o que resta de humano na política. #ELENão.

Pr. Sérgio Dusilek

sdusilek@gmail.com

outubro 1, 2018

NÃO SE ENTREGUE.

Filed under: Sem categoria — sdusilek @ 12:05 pm

NÃO SE ENTREGUE (Gn.21:13-21)

Não são as circunstâncias da vida que determinam o nosso abatimento (Sl.22:1). Elas nos desgastam, mas no fundo a decisão de se entregar é nossa. Somos nós que desistimos, que saímos, que abandonamos o barco. É assim conosco; foi assim com Agar. É por isso que precisamos por vezes de razões divinas para continuar. É nessa hora que a vida de Agar e sua experiência com Deus no deserto nos traz alento, ânimo para continuar.
Não se entregue porque Deus ouve o nosso clamor. Ismael quer dizer Deus ouve. E do céu sempre tem uma mensagem de renovo e de esperança para nós. Há sempre um anjo, um mensageiro de Deus para nos dizer: não tenha medo! O deserto pode secar sua provisão, acabar com aquilo que você guardou para tempos difíceis, mas O DESERTO NÃO PODE SECAR AS PROMESSAS DE DEUS! SIM, Ismael era filho de Abraão e sobre Abraão estava uma promessa (v.13), a qual viria a se cumprir em Isaque e Ismael também.
Deus nos faz recordar e recobrar o bom senso. Bom senso esse que perdemos, como Agar, na hora do desespero. Que faz com que esqueçamos que no deserto de Berseba (poço do juramento), há uma fonte de renovo, um lugar que tem água para encher os nossos odres, os nosso cantis. E quando não há fonte, Deus abre uma do lugar onde menos esperamos: da rocha (Jz.15).
Não se entregue. A vida não acaba no deserto de Berseba, pois o cuidado de Deus é renovado ali para conosco.

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.