Novos Caminhos, Velhos Trilhos

outubro 8, 2018

CRISTIANISMO E VIOLÊNCIA

Filed under: Sem categoria — sdusilek @ 11:05 am

Cristianismo e violência.
Por duas vezes pelo menos alguns dos discípulos mais próximos de Jesus quiseram resolver as coisas na base da violência. O primeiro caso, Tiago e João, após a recusa dos samaritanos em receberem Jesus, se propõe a tentar manipular Deus pela oração, e no auge de todo seu preconceito, destilam ódio desejando transformar em churrasquinho os samaritanos.
Na outra clássica ocasião, Pedro praticamente obriga a Jesus a fazer mais uma cura, reimplantando a orelha de Malco a qual foi decepada pelo discípulo de Jesus por ocasião de sua prisão no Getsêmane. Sim, Pedro era discípulo próximo de Jesus, mas portava arma… três anos com o Principe da Paz e nada aprendera…
Algumas lições para nós:
1) A proximidade física com Jesus e até mesmo a convivência com ele pouca serventia tem, se a mensagem do Evangelho não estiver no nosso coração. E esta mensagem é sobretudo Paz: paz com Deus, como bem disse Paulo (Rm.8:1); paz consigo; paz com o próximo. PAZ e não violência;
2) Que mesmo aqueles que se consideram próximos a Jesus podem estar imbuídos de um espirito violento, contrário ao Mestre. Os três mais próximos eram Pedro, Tiago e João. Pois são eles que aconchegam a violência. Para estes, Jesus lembra: “vós não sabeis de que espiríto sou” e ainda “voce acha que se não quisesse, agora mesmo daria ordens aos anjos e miríades deles apareceriam para me defender? Mas foi para essa hora que vim.”
3) que armas nas mãos dos discípulos de Jesus sempre dá coisa ruim. É quando o Evangelho é usado para legitimar uma ação violenta ou para desculpabilizar o violento. Definitivamente o Evangelho não arma ninguém, nem os espíritos. É o Estado que arma suas tropas.
4) que nosso tempo de caminhada precisa sofrer revisão. A violência é sedutora; a paz é difícil. Mais fácil eliminar o oponente do que conviver e contra-argumentar com ele. Mais fácil é desconsiderar o que pensa diferente, não aceitar sua opinião e posicionamento; mais fácil é mitificar suas próprias preferências. Mas aí vem o Evangelho e como numa ressonância magnética, expõe as nossas vísceras e intenções mais escondidas. É a hora que Jesus fala conosco e nos convida, pacificamente, ao arrependimento.
5) por fim, numa lista que não procura esgotar a polissemia bíblica, aprendo com Jesus o respeito ao diferente e a condenação a toda opressão. Jesus, sendo Deus, não forçou ninguém a nada. Não torturou ninguém, nem tampouco ameaçou. Antes, respeitou, sempre perguntando o que as pessoas queriam que ele fizesse… Pois taí: Senhor, livra-nos do espírito violento e do homem mau. Livra-nos de abraçarmos a anti-cristã fórmula de combater a violência com mais violência, de messianizar políticos. Livra-nos desse desejo de semear guerra para colher sangue. Livra-nos de tudo que fere a dignidade humana, dignidade esta que seu plano salvífico veio resgatar. Livra-nos da corrupção: da nossa, da dele, dos outros. E dai-nos a sua doce Paz. Em teu nome Jesus, amém.
Pr.Sergio Dusilek

Anúncios

1 Comentário »

  1. Eu achei o texto muito bom e com motivos para boas reflexões. A violência faz parte, desde sempre, das “soluções” humanas, o que nos envergonha e expõe as nossas fragilidades e distância do Pai de Amor.
    Penso que esse assunto, na atualidade, seja um pouco mais complexo do que em outros momentos.
    Temos 2 opções, indiscutivelmente, com a mesma natureza.
    Se um lado, a propaganda do armamento é uma ideia defendida, do outro, o projeto de poder é explícito e comprovado na história recente.
    Pessoalmente, vou me posicionar de maneira coerente com o que a história já me ensinou. Um sistema totalitário é devastador para o país e seu povo.
    Quanto ao outro lado, ao qual me posiciono a favor, oro no sentido de que Deus permita a formação de uma equipe diversa e com responsabilidade tamanha para que as decisões sejam tomadas com sensatez e equilíbrio.

    Comentário por Décio Carvalho — outubro 8, 2018 @ 4:37 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: