Novos Caminhos, Velhos Trilhos

maio 20, 2012

SAIA DO LUGAR COMUM

Filed under: Teologia — sdusilek @ 12:15 am

Que tipo de pessoa voce e? Um observador externo pode pensar em voce como alguem que vive uma normalidade, um padrao? Ou voce e daqueles que se ligam em novidades? Em outras palavras alem da sua digital, iris do olho e saber que Deus o criou de modo singular, ha algo mais em voce ou na sua acao que faz com que voce seja notado? Nao falo aqui em excentricidade. Falo em ousar sair do lugar comum.

Lugar comum pode ser uma simples acomodacao. E quando nao mudamos uma realidade (ou mesmo de realidade) pelo simples fato de nao querer algum desgaste maior. Nao queremos trabalho, chateacao, tensoes oriundas do “novo”… ficamos acomodados. Deixamos de explorar o mundo, de aproveitar oportunidades de viver novas experiencias. A acomodacao e uma especie de trancafiamento da vida. Um deixar seguir um curso “normal”. Por isso se torna um lugar comum. Interessante que as grandes experiencias da Biblia (como bem destaca David Wong em Alem dos Limites) aconteceram fora da zona de conforto. Parece que a fe tem algo haver com mobilidade, abertura para o novo, certeza da companhia de Deus em meio a imprevisibilidade que os “caminhos inivisiveis da fe” (como bem dizia Rubem Amorese) normalmente nos conduzem.

A ausencia de reflexao tambem pode ser considerada como lugar comum. Fazer o que sempre se fez, ou o que sempre foi feito, sem pensar e no minimo atestado de preguica intelectual. Viver um conservadorismo sem nem saber o que e ser conservador e se condenar ao lugar comum. Pelo menos para adotar os valores dos outros que haja um minimo de reflexao, para que seja seguida por uma escolha. Se vamos viver com a moralidade da maioria, como dizia Nietzsche, que seja por opcao e nao por repeticao. Ministerialmente falando, nao faca uma coisa porque outros a fizeram. Nao seja um pastor, um lider que repete o que viu, a nao ser que seja fruto de deliberada escolha por sua parte. Lugar comum e nao questionar a heranca que recebeu.

Outro componente do lugar comum e a imitacao. Se a falta de reflexao tende a perpetuar a heranca recebida sem ao menos se saber “os porques” disso, os que desprezam a heranca em nome da novidade reproduzem o que recebem. Ha tanta falta de reflexao numa apropriacao acritica conservadora como no mimetismo da novidade. Em ambos o “lugar comum” acaba sendo o porto ou o destino final. So muda a perspectiva dependendo da linha. A febre pelo novo conduz a um lugar comum: o do produto consumido. Nao se trilha caminhos de fe, mas se move pelos corredores de um shopping. Querer ser o que nao se e; querer reproduzir o que nao foi fruto de reflexao conduz ao lugar comum.

Interessante, para os adeptos da novidade, o alerta feito pelo consultor Luis Marins em artigo para uma revista de companhia aerea. Ele dizia que os que buscam inovacao fazem muito bem; porem os que procuram novidade pelo simples fato de ter o novo acabam infidelizando os clientes. Ao inves de ampliar, as coisas decrescem. Se voce nao e fiel com o que oferece, dizia ele, como cobrar fidelidade dos outros? Nao busque algo novo somente pela novidade. O novo pelo novo. Se tiver que inovar, inove. Contudo  faca isso debaixo da direcao divina e nao da importacao simplista e simploria de modelos.

Por mais paradoxal que pareca, nossa sociedade tecnologica que consome coisas novas e impensaveis ate algumas decadas atras, perpetua o lugar comum. Isso porque lugar comum tem haver com a mente e nao com os instrumentos que utilizamos no viver. Sair do lugar comum e mudar a percepcao da vida, o foco das coisas, e ver de um jeito diferente, espiritual, refletido. Sair do lugar comum envolve mais do que reflexao, envolve abstracao: e preciso se ver, se projetar de modo diferente. Novamente lembro: sair do lugar comum envolve atitude interior e nao parafernalia tecnologica exterior. Alias nao seriam as inovacoes predispostas a nos manterem no conforto e  por isso a tender para a acomodacao e o lugar comum?

Nao fique no lugar do comum. Nem no caminho da heranca acolhida de modo acritico, nem tampouco no frisom da novidade. Saia do lugar comum, como um dia um paralitico saiu. Sua atencao, no tanque de betesda (Joao 5), volta-se para Jesus. Ele ousa, sem poder andar, dar  “passos de fe”. Porque saiu do lugar comum, foi salvo e sarado. Grandes experiencias com Jesus estao reservadas aqueles que ousam sair do lugar comum. Seja esse lugar comum uma ideologia, um partido de situacao, uma “igreja da moda”, uma panela de amigos que nao sai do mesmo lugar e nao muda a pauta, etc.

Saia do lugar comum! Voce foi feito para viver acima da mediocridade.

Pr.Sergio Dusilek

sdusilek@gmail.com

2 Comentários »

  1. Muito bom o texto!! Obrigada por compartilhá-lo. Acho que todos nós devemos nos questionar sobre o lugar em que desejamos estar, sabendo que sempre há consequências para os que estão à nossa volta, conhecidos ou não. Boa semana!

    Comentário por Nauva — maio 21, 2012 @ 12:16 pm | Responder

  2. Pr. Sérgio, o título do post me lembrou imediatamente o livro “Além dos limites” (acho que o título original, “Beyond the comfort zone”, é bem mais relacionado ao assunto do livro). Tive a oportunidade de conhecer pessoalmente e conversar com o autor David Wong e para mim ficou muito claro que Deus não quer os cristãos apenas sentados no banco da igreja 2h por semana (e reclamando que a música não estava boa, que o sermão foi fraco, que o culto demorou pra acabar, etc, etc). Lugar de cristão verdadeiro é na rua, anunciando Jesus aos que não o conhecem.
    Gostei muito da última frase. Normalmente é aceito como normal estar “na média”. Para os cristãos, viver na mediocridade é desperdiçar a graça de Deus.

    Comentário por Andre Seitz — maio 28, 2012 @ 11:55 am | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: