Novos Caminhos, Velhos Trilhos

janeiro 31, 2012

Quando a Gratidão vira instrumento de dominação

Filed under: Estudos,Teologia — sdusilek @ 1:21 am

Estava esses dias no facebook e vi uma pessoa de bom coração postando seu incômodo com aquilo que chamava de “ingratidão”. Na percepção dela, uma falta de reciprocidade, algo como que um “favor em troca” não realizado, era uma expressão de falta de gratidão. Até aí nada de tão sério se isso não a estivesse incomodando.

Esse fato me fez pensar em como o conceito de gratidão anda distorcido. E como o favor (outrora desinteressado) em direção ao outro tem se perdido. Quero convidar você a pensar um pouco sobre isso.

Primeiro vale a pena lembrar que gratidão é um sentimento dirigido a alguém por conta de um ato, de um feito. Há uma distorção enorme nesse campo. Tem gente que pensa que a gratidão é a pessoa, ser grato pela pessoa… bom, isso pode até acontecer desde que você tenha conhecimento e relacionamento profundo e duradouro com ela. Contudo a gratidão é antes pelo ato/feito que alguém teve. Você dirige, localiza, direciona esse sentimento para alguém, porém isso não torna essa gratidão algo que existencial, ontológico. Não! É um simples reconhecimento de uma ação. Não é porque alguém cedeu o lugar no ônibus para você com o pé engessado sentar que você vai se agradecido, venerará essa pessoa que nunca viu nem conversou até o fim de sua vida. Tampouco deve deixar de registrar seu apreço pela sua atitude.

Se alguém espera reciprocidade em uma ação então aquilo que fez não é digno de gratidão. Gratidão é a paga do que é impagável. Se alguém estende a mão para você com outros interesses por trás isso é utilitarismo, não uma ação espontânea, desinteressada que precede a genuína gratidão. Se alguém agiu esperando paga/reciprocidade, e se é possível pagar, então não tem que haver reconhecimento, mas sim desejo de liberdade. Sim, porque você nesse caso foi escravizado sem perceber…

A Bíblia manda sermos gratos. Faz parte do cristianismo ter um coração grato. Cristo tinha um coração eucarístico (eucaristhon-grego = ações de graças): em todo tempo você o vê nos evangelhos dando graças. Deve haver em nosso coração uma eterna gratidão pela obra de Jesus, e também por quem Ele é. Semelhantemente é salutar que se encontre gratidão no coração por aquilo que foi feito e por pessoas que marcam (são importantes) para a nossa vida. Em particular, sou grato a Deus por todos que me ajudaram até hoje. Mas gratidão não envolve subserviência e negação. Em outras palavras: não é porque se é grato que será cego, mudo e surdo.

No momento em que a gratidão (ou o motivo dela) alcança uma mesa, uma conversa, para se fazer uma cobrança experimentamos uma forma diabólica de dominação. Por isso quero repetir: gratidão não envolve reciprocidade. Não envolve retorno. Porque quem faz não espera nada em troca, ou pelo menos não deveria…

O Bom Samaritano (Lc.10) esperou algo em troca? Aquela estória termina com alguma recompensa àquele ato tão generoso? Não! Isso porque a recompensa do ato generoso é o prazer de exercer generosidade. Por isso quem age genuinamente em prol do outro não espera e tampouco deseja reciprocidade. Aquele que tem o coração bondoso se torna satisfeito por exalar o que é bom. A vítima do roubo naquela narrativa pode ter experimentado uma profunda gratidão por tão precioso e responsável cuidado. Mas ele não foi cobrado disso. A “gratidão” não virou motivo de dominação.

Que Deus nos livre de toda e qualquer forma de escravidão! Até mesmo as quem vem debaixo de algo tão doce como a gratidão.

Pr.Sergio Dusilek

sdusilek@gmail.com

1 Comentário »

  1. Parabéns,exelente texto,muito bem elaborado,lição importantíssima!

    Comentário por Rubens — dezembro 12, 2012 @ 8:45 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: