Novos Caminhos, Velhos Trilhos

fevereiro 22, 2011

O SENHOR VIVE!

Filed under: Estudos — sdusilek @ 11:17 pm

TEXTOS :                 – Texto Bíblico: Mt.28:1-10; Leituras Diárias: a)Mc.16:1-12; b)Lc.24:1-15; c)João 20; d)Atos 1:1-3;

e)ICor.15:1-22; f)Mt.28:1-10; g)Mt.16:1-4

Texto Básico: Lc.24:1-12;  Texto Áureo: Mt.28:6;

Introdução

Jesus foi e é de fato fascinante. Enquanto outros grandes homens da História morreram e foram contidos por seus túmulos, Cristo ressurgiu. Pense em qualquer nome da História e que você lê e estuda nas aulas desta matéria: Gandhi, Sirdata, Napoleão, Stalin, Lênin, etc. Todos estão mortos e enterrados (se é que sobrou algo deles ainda…). Na ex-União Soviética (URRS), um dos seus dirigentes com a visão comunista e marxista da vida, querendo abolir a fé e o cristianismo, e usando de toda a repressão para tal, chegou a dizer que poucos anos depois não teria mais crente na URRS. Pois o cara morreu e o evangelho continua a se expandir. Sabe por que? Porque Jesus ressuscitou.

A importância da ressurreição de Jesus é tão gigantesca para a vida cristã, que alterou o dia das reuniões celebrativas. Antes de sua morte e ressurreição, Jesus com os 12, ambientados que eram com a cultura judaica, participavam de reuniões nas sinagogas e no Templo no dia de Sábado. Como a ressurreição de Jesus ocorreu no domingo, os cristãos passaram a se reunir neste dia.

A-O QUE FOI A RESSURREIÇÃO?

A cultura oriental (onde Jesus se inseria) tinha como costume embalsamar, fazer um preparo do corpo de alguém muito querido que tenha falecido. Foi com esse intuito que as mulheres foram ao sepulcro, numa espécie de última homenagem ao Mestre.

Mas a Bíblia diz que quando lá chegaram viram a pedra removida e o corpo de Jesus não estava mais no túmulo. A ressurreição de Cristo se constitui na maior prova do Poder de Deus, visto que ninguém que tenha morrido voltou a viver por seu próprio querer. Jesus ressuscitou alguns (Lázaro (Jo.11), o jovem de Naim (Lc.7); a filha de Jairo (Lc.8)), mas em nenhum desses casos houve um “auto-ressuscitamento”. E também não há katalepsia ( os sinais vitais são reduzidos deixando a pessoa como morta, só que ainda viva) nenhuma que explique o que ocorreu com Jesus, pois se assim fosse, ele continuaria preso no túmulo por causa da pedra enorme a qual fora colocada na porta. Jesus venceu a morte! (I Cor.15:55-56)

B- PROVAS DA RESSURREIÇÃO

Como a Bíblia é bela! O Espírito Santo fez com que Mateus registrasse um relato que até hoje é usado para contestar a ressurreição de Jesus. Trata-se da compra dos soldados romanos pela liderança religiosa judaica para dizer que o corpo fora roubado (Mt.28:11-15). Mas o Dr.Walter Thomas Conner assinala a contradição desta liderança religiosa no episódio em que repreendem a Pedro (At.4) e João exigindo que não falassem mais de Jesus. Ora, o anúncio dos apóstolos era de que Jesus vivia, tinha ressurgido. Mas no tocante a ressurreição de Jesus, nada falaram.

Fato é que Cristo ressuscitou e que vive! Ele apareceu a várias testemunhas ao longo de um tempo (vide o final dos evangelhos e o início de Atos), teve u  confronto com o incrédulo Tomé para que o tocasse e cresse (João 20), numa clara demonstração de que não era um fantasma (Lc.24:39). Ele apareceu ainda a Saulo no caminho de Damasco (At.9). As palavras de Jesus continuam a se cumprir até hoje…ora, que homem poderia fazer isso?

C-SIGNIFICADO DA RESSURREIÇÃO

A ressurreição de Jesus tem elevado combustível de esperança. Pela ressurreição visualizamos que também haverá a nossa ressurreição, quando nosso espírito for levado ao Pai para vida no céu de Deus. Assim como com Jesus ele foi glorificado após a ressurreição, também nós o seremos, completando assim toda a obra salvadora do Senhor em nós.

A ressurreição de Jesus nos exorta a viver pensando na eternidade. Nossa vida não é só para o agora (ICor.15:12-19), mas para a eternidade. Por isso o que fazemos aqui tem reflexo por toda a nossa existência espiritual.

O Cristo que vive nos mostra que todo o poder está nas mãos do Senhor (Mt.28:18). Nem a morte, nem Diabo, nada pôde resisti-lo. E é esse mesmo poder que transforma as nossas vidas, que faz gente quebrada renascer e florescer. Poder que pega gente morta (Paulo nos qualifica como zumbis, quando ainda não éramos crentes (Ef.2:1)) como nós e faz viver! Guarde bem isso: em Jesus não há morte. Em Jesus há vida!

CONCLUSÃO

Crer na ressurreição é um ato de fé e também de inteligência. Paulo assim aponta para nós que se seguimos os ensinos de Jesus como se ele fosse um bom filósofo ou mesmo “o maior psicólogo que já existiu”, somos os “piores dos homens”, “os mais dignos de lástima” (ICor.15). E é por isso que alguns entre nós dormem (ICor.11). Não discernem o Corpo vivo e ressurreto do Senhor!

Crer na ressurreição é assumir de uma vez por todas que Jesus é Deus! E todo o fascínio que a vida de Jesus exerce sobre nós é porque Ele é o Cristo (o Deus encarnado, o Messias prometido).

Afinal, você crê ou não na ressurreição de Jesus (Rm.10:9-10)?

 

Pr.Sergio Dusilek

sdusilek@gmail.com

[texto publicado no 3o trimestre de 2008 na revista Diálogo e Ação da Juerp da CBB]

 

 

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: