Novos Caminhos, Velhos Trilhos

agosto 19, 2010

O QUE É BOM PARA O REINO

Filed under: Liderança,Teologia — sdusilek @ 11:46 am

Tenho ficado surpreso com a miopia espiritual de “respeitados líderes”. Gente boa que prega a Palavra de Deus, mas que tem uma visão distorcida do que é Reino de Deus. Gente que mistura conceitos como instituição terrena e Reino. Gente que unifica coisas absolutamente distintas, que se tocam, mas que mantém sua singularidade. 

Pois é justamente na hora do flagrante, da exposição midiática  que essa miopia se manifesta. Segundo esses lideres bom para o Reino é que não aconteça nenhuma divulgação na imprensa das vísceras de comportamentos chocantes até mesmo para a sociedade secular. Bom para esse tipo de liderança é manter as coisas contidas do lado de dentro, como se alguém que fosse legitimamente do Reino pudesse aguentar conviver com algo tão mau cheiroso. É por isso que algumas igrejas (falo aqui como instituições) se tornaram “arcas de Noé” : as pessoas só ficam com o mau cheiro de dentro por causa do medo da morte que há do lado de fora. Ora, o que choca o mundo pervertido não deveria também causar espécie no ambiente sacro-santo da igreja? Por que então acobertar ou fingir que o problema não existe?

Bom para o Reino é o que está ligado a Verdade, Luz e Justiça. O que é injusto, que fica velado por medo de “escândalo”, acaba segundo os critérios do próprio Reino, se tornando mais escandoloso ainda. Péssimo para o Reino é quando uma mentira passa a ser tolerada ou até mesmo veiculada para que haja  acobertamento do erro. O Novo Testamento mesmo assevera por diversas vezes (Mt.12, I Cor.4) que as coisas encobertas serão reveladas. No entendimento dos Inspirados autores, a Luz provoca manifestação e não ocultação. Significa dizer que a LUZ do Senhor não deve ficar escondida, sob as trevas (Mt.5:12; I Joao 1:5; Joao 9), até mesmo porque onde há trevas  não brilha a Luz do Senhor. A Luz do Senhor não pode ser contida.

Outro erro que se comete, em nome do que é bom para o Reino relaciona-se a uma confusão conceitual.  O escândalo não é a exposição. Ele ocorre, isso sim, antes da mostra pública. Escândalo  é algo triste, mas inevitável segundo o próprio Jesus (Mt.18.7). Por isso é que a falta de exposição de um escândalo não faz com que ele deixe de existir. Pelo contrário! Pode ser que ele persista e que o motivo do erro ganhe novos contornos e alcance novas vítimas. É duro dizer e constatar, mas alguns problemas só são resolvidos quando as vísceras ficam à mostra. Algumas mentes perniciosas, alguns indivíduos perversos só param uma vez descobertos e expostos. Só buscam ajuda, tratamento e correção uma vez que são indiscutivelmente pegos. Nesse sentido a exposição faz bem ao Reino de Deus pois joga LUZ sobre o pecado.

Postulo aqui, portanto, que não é a ausência de mídia numa situação que traz benefício. A grande mídia do  mundo antigo, a Palavra de Deus, sempre expôs os erros dos grandes heróis da fé. Verdade é que temos de lutar para viver de modo correto, sem provocar escândalo, conquanto saibamos que eles virão. E quando vierem, se tiverem de ser expostos, que sejam. Se esse é o tratamento de Deus para uma situação, que receba toda a dose do céu. O medo que temos de ter não é da imprensa; nosso pavor deve ser do pecado, do erro. Alias John Wesley já dizia que se dessem a ele 100 pessoas que não temessem nada mais que o pecado e que não amassem nada mais a Palavra de Deus, que ele mudaria o mundo. 

Bom para o Reino, enfim, é tudo aquilo que tem a ver com o caráter de Deus. Esconder, ocultar o pecado (pessoal ou alheio – Sl.51; I Cor.5) nada tem a ver com Jesus. Ele tratou de pecadores. Ele os curou e salvou. Leia os evangelhos e veja como a Graça de Deus se manifestou na vida das pessoas. Mas aos hipócritas (gente que camuflava os seus erros) nada pôde fazer. Por isso, não tenha medo de imprensa meu caro líder. Deixe rolar, se tiver que aparecer. Tenha, isso sim, pavor de deixar viver a Verdade, a Justiça e a Luz do Reino. Bom para o Reino é viver o caráter de Cristo.

Abração,

Pr.Sergio Dusilek

sdusilek@gmail.com

2 Comentários »

  1. É lamentável a confusão entre REINO e insituição. As escrituras nunca acobertaram os êrros de seus heróis: Noé, Abraão, Moisés, Davi, etc, etc, etc. Hoje a visão não passa de um palmo do nariz, ou ousaria dizer que o REINO olha para o alto, olha para Jesus, a instituição olha para o próprio umbigo, agindo de forma espúria colocando de lado o que é ser igreja de Cristo.
    O que vale é o que foi dito no texto: “nada fica encoberto aos olhos do Pai”…

    Comentário por Pr Pedrão — agosto 19, 2010 @ 4:09 pm | Responder

  2. É verdade…

    Penso na Bíblia falando sobre Davi…
    Penso na Bíblia falando sobre a família de José…
    Penso na Bíblia falando sobre a igreja morna de Apocalipse…

    Tenho observado que os seguidores de Cristo… que pela prática de vida são identificados nos movimentos públicos. Não estão preocupadas em ver suas obras em contato com a luz.

    De igual modo, penso nas instituições estéticas… que pela boa apresentação, pela política conveniente nos relacionamentos e pela “igreja local” bem organizada. Ocupam-se mais em manter suas práticas de vida longe da luz por motivos, de igual modo, revelados na Palavra de Deus.

    Ricardo Ferraz

    Comentário por Ricardo Ferraz — agosto 20, 2010 @ 10:31 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: