Novos Caminhos, Velhos Trilhos

janeiro 4, 2010

Perpetuação… isso é sinal de integridade?

Filed under: Liderança — sdusilek @ 1:13 am

O ano de 2009 foi significativo para o nosso país. Nossa divida interna foi para o espaço sideral (de tanto que cresceu!) e nossa divida externa foi para ou hiperespaço (sumiu!). Quem poderia pensar isso há um tempo atrás?  Nosso presidente, esse mesmo que não gosta de trabalhar mas que surfa como ninguém (se não fosse um tremendo surfista nao aproveitaria essa onda mundial que tem tanto beneficiado o pais), tem sido apontado como um dos grandes líderes mundiais… É, tenho que admitir:  John Maxwell está cada vez mais atual… a carência de líderes é gigantesca.

 No senado, no “planalto central”, escandalo sobre escandalo. Um Sarney que mesmo com tantas provas, permanece. Um Arruda que vai permanecendo com “galhinhos/folhas” que levam seu nome, ou mesmo com seu correspondente evangélico (não cristão) da oração de gratidão pela corrupção e de proteção ao corruptor…

A questão que se apresenta aqui é: seria a continuidade um sinal de integridade, de acerto moral, de comprovação  cabal de padecimento de uma perseguição injusta? Seria correto pensar que alguém resiste num cargo por conta de sua integridade?

Fato é que líderes permanecem por conta de seu exemplo, de sua conduta irrepreensível, de sua moral elevada. Mas nem todos os líderes que estão no poder, seja ele politico, social, economico ou eclesial, se perpetuam pela sua índole irretocada. Na verdade muitos se perpetuam pelas maquinações e acertos que fazem.

Acabe foi um dos piores reis de Israel (I Reis 16:29). Mas mesmo assim reinou por 22 anos (será que isso se cumprirá nos dias de hoje?)… um longo tempo de sofrimento para um povo. Contudo Deus nao deixou que ele reinasse por todo um periodo de tempo, tido normalmente como um prazo de 40 anos. Quem viveu naquele periodo do reinado de Acabe pode ter começado a pensar que o rei estava certo. Certo no culto a Baal, certo no casamento com Jezabel, certo na perseguição aos profetas do Senhor. Mas quem anda com Deus sabe o que está errado e que por vezes tem de ficar recluso, no seu canto e não nos palácios (I Reis 19). Quem teme a Deus não pode andar com Acabe.

Por isso não vejo temor naquele homem que orou com o “Durval” em Brasilia. Também não vejo temor em alguém que apoie Sarney. Certos tipos de “sarna” são realmente dificeis de sair. Triste é entrar no  novo ano com essa herança moral pesada de 2009. Triste é saber que isso não está restrito a política.

De fato, integridade nada tem a ver com permanência no poder. E quem faz uso desse tipo de argumento, creia: tá todo enrolado em seu processo de desintegração.

Pense nisso!

Pr.Sergio Dusilek

sdusilek@gmail.com

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: